para ver para ler para aprender para jogar para fazer para conhecer

para home em português para home em francês para home em alemão para home em inglês

para página das máscaras de animais

para página das máscaras de carnaval

para colorir desenhos

para fazer fantoches

fazer teatro de fantoches

para página das receitas

para página da matemática divertida

para página das fichas didácticas

para página dos marcadores de livros

para fazer outros trabalhos manuais

 
  título da página sobre matemática divertida  
         
 

Como já deves ter visto com os exercícios do Barry, a Matemática não é assim tão difícil e, afinal, até faz parte da nossa vida de todos os dias!

Os dois exercícios que te proponho aqui são inspirados na estória Pinguim e a Figueira e certamente que te vão dar ideias para outros exercícios! Até vais deixar os teus camaradas de aula de boca aberta!

 
 
 
     
 

Exercício 1:
Quando a minha dona ainda era jovem, passava as férias grandes em casa do tio Ernesto, que vivia na Figueira da Foz. A distância de Lisboa a esta cidade é de 198 Km, e a viagem de comboio de uma cidade à outra demorava 6 horas. Qual era a velocidade média do comboio?
- É fácil de resolver, não achas? E já pensaste quantas vezes é que este tipo de cálculo é necessário? A próxima vez que fores de viagem, és tu que vais dizer aos teus pais a que velocidade é que eles andaram!

Exercício 2:
Felizmente, hoje em dia os comboios andam muito mais depressa; por exemplo, um comboio de alta velocidade pode atingir 240 km/hora, que é o mesmo que dizer, 240 Km em 60 minutos. Se tomasses um destes comboios para fazer aquela mesma viagem de mais ou menos 200 Km, em quantos minutos é que chegavas à Figueira da Foz?
- Esta pergunta é mais difícil, estou de acordo, mas com a ajuda do(a) teu(tua) professor(a), ou do teu pai ou da tua mãe, vais conseguir.

Podes confirmar a solução com o(a) teu(tua) professor(a) ou aos teus pais, ou então envia-me uma mensagem.

 
 

 
 
voltar à página anterior
 
 
   
       
    Todos os Textos e Imagens © Dulce Rodrigues. Todos os direitos reservados