para ver para ler para aprender para jogar para fazer para conhecer

para home em português para home em francês para home em alemão para home em inglês

para ver e encomendar livros para crianças

para ler contos em português

para ler poemas de crianças em francês

para ler cantigas de roda

para ler cantigas de embalar

para a página do juramento de um cão

 
  título do texto das cantigas de roda ou cirandas  
         
 

Como sabes, as cantigas de roda ou cirandas são cantigas ou poemas tradicionais, geralmente associados a brincadeiras infantis em que as crianças formam uma roda e vão andando de mãos dadas e cantando.

Entre as cantigas de roda mais conhecidas em Portugal estão "Que linda falua", "A saia da Rosa", "Indo eu a caminho de Viseu". Nas cantigas de roda, as crianças formam uma roda de mãos dadas e cantam, ou então formam uma roda com uma outra criança no centro.

 

Este género de brincadeiras é comum a toda a Europa e também a alguns países não europeus. Mas, claro, alguns pormenores das brincadeiras diferem de país para país e até de região para região dentro de um mesmo país.

Diverte-te na roda... e não te esqueças de visitar com frequência o Barry4kids. Até um destes dias. O teu amiguinho de quatro patas.

assinatura do Barry

 
   
 

Que linda falua


Que linda falua
Que lá vem, lá vem!
É uma falua
Que vem de Belém.

Vou pedir ao senhor barqueiro
Que me deixe passar
Tenho filhos pequeninos
Não me posso demorar!

Passará, passará
Mas algum ficará
Se não for a mãe da frente
É o filho lá de trás.

Fui ao jardim da Celeste


Fui ao jardim da Celeste
Giroflé, giroflá,
Fui ao jardim da Celeste,
Giroflé, flé, flá.

O que foste lá fazer,
Giroflé, giroflá,
O que foste lá fazer,
Giroflé, flé, flá.

Fui lá buscar uma rosa,
Giroflé, giroflá,
Fui lá buscar uma rosa,
Giroflé, flé, flá.

Para quem é essa rosa,
Giroflé, giroflá,
Para quem é essa rosa,
Giroflé, flé, flá.

É para a menina (nome),
Giroflé, giroflá,
É para a menina (nome),
Giroflé, flé, flá!

 

A saia da Rosa


Ó Rosa arredonda a saia
Ó Rosa arredonda-a bem!
Ó Rosa arredonda a saia
Olha a roda que ela tem.

Olha a roda que ela tem
Olha a roda que ela tinha
Ó Rosa arredonda a saia
Pra que fique redondinha.

As pombinhas da Catrina


As pombinhas da Catrina
Andaram de mão em mão,
As pombinhas da Catrina
Andaram de mão em mão,

Foram ter à quinta nova,
Ao pombal de S. João
Foram ter à quinta nova,
Ao pombal de S. João.

Ao pombal de S. João,
À quinta da Roseirinha.
Ao pombal de S. João,
À quinta da Roseirinha.

Minha mãe mandou-me à fonte,
E eu parti a cantarinha.
Minha mãe mandou-me à fonte,
E eu parti a cantarinha.

Ó minha mãe não me ralhe,
Que eu ainda sou pequenina.
Ó minha mãe não me ralhe,
Que eu ainda sou pequenina.

Minha mãe mandou-me à fonte,
E eu parti a cantarinha.
Minha mãe mandou-me à fonte,
E eu parti a cantarinha.

 
  voltar à página anterior  
 
   
       
    Todos os Textos e Imagens © Dulce Rodrigues, 2009. Todos os direitos reservados